Cisne

Cisne é o primeiro filme de Teresa Villaverde em que no final tudo acaba bem, mas até lá as personagens da história procuram a salvação através do amor e da solidariedade, disse a realizadora à agência Lusa.

SINOPSE
Vera é uma cantora na casa dos trinta; está de volta a Lisboa para a última performance de uma tour de concertos. O calor e a beleza de Lisboa fazem qualquer um querer ser feliz. Pablo, o companheiro que ela escolheu de entre os muitos que responderam ao seu questionário, ajuda-a através de noites sem sono. Ela não tem família, mas gostaria de ter. Vera preocupa-se com os mistérios que circundam a vida de Pablo. Vera não tem receio da noite; ela não receia nada. Vera não tem ligações. Na sua casa, longe de tudo, está Sam, o homem que ela ama. Apenas se compreendem um ao outro à distância, e através da escrita. A casa é dela, mas ele apareceu para ficar. Pede-a que o deixe, porque precisa de estar sozinho; perto das suas coisas, mas não com ela. Ela fica magoada, mas concorda e deixa-o. Uma criança sob os cuidados de Pablo comete um acto irremediável; ele mata um homem. Algo precisa de ser feito; a criança tem que ser salva. Vera vê-se envolvida. Toma a criança sob a sua guarda. Ao salvar a criança, salva-se a si própria. E salva Sam. A criança é o portento de uma serena incerteza.

FICHA TÉCNICA
Realizadora: Teresa Villaverde | Género: Drama
Ano: 2011 | Data da Estreia: 08-09-2011
Com: Beatriz Batarda, Israel Pimenta, Marcello Urgeghe, Miguel Nunes, Rita Loureiro, Sérgio Fernandes

2 Comentários em “Cisne”

  1. Vi o este trailer uma ou duas vezes qunado passou na televisão, e deixou-me bastante interessado para ir ver o filme, coisa que ainda não fiz infelizmente… Alem disso não me consigo recordar que de que peça musical é o excerto usado no trailer.. Será que alguém me pode ajudar com isso? 🙂

  2. Como sera possivel criar um filme tao mau? Estou realmente indignado por ter visto este filme aqui na Australia, que constituiu uma vergonha para quem se atreveu a promover a cultura Portuguesa entre os amigos Australianos. Muito triste ver-se que se investe dinheiro em “horrores” deste calibre!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.